Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Todos nós sabemos o quanto pode ser desafiador e até mesmo difícil estudar anatomia, origem, inserção, ação e inervação muscular. Parece até um bicho de sete cabeças, não é? Mas, na verdade, tudo o que aprender estes conteúdos exige é muita concentração e memória. 

Para isso, existem técnicas de absorção e memorização que facilitam muito nossa vida. Uma dessas técnicas (sobre a qual falarei neste artigo) é a dos flashcards de anatomia, que é muito utilizada na Europa e nos Estados Unidos, mas não tão comum aqui no Brasil.

Por isso, irei explicar o que são os flashcards de anatomia e te darei um passo a passo para criar os seus. Vamos lá?

O que são flashcards de anatomia?

Os flashcards são, basicamente, pequenos pedaços de papel com uma pergunta na frente e uma resposta no verso. Eles podem ser fichas, cartões ou mesmo pedaços de folhas A4 cortadas. 

Essas fichas interativas são usadas para treinar a memória sobre um determinado assunto, como é o caso dos flashcards de anatomia. Elas são fáceis de fazer e podem ser personalizadas de acordo com o seu gosto. O seu uso é muito simples: basta ler a pergunta e tentar acertar a resposta que está no verso do papel.

O mais incrível de produzir seu próprio flashcard é que, enquanto o realiza, você já está em processo de aprendizagem e memorização. Aí está a importância de se fazer o flashcard a mão: na hora da montagem (ou seja, quando pensa em todo seu processo criativo), você já estará trabalhando sua mente.

Um detalhe importante na hora da confecção dos flashcards de anatomia é que eles devem ser feitos com suas próprias palavras, do seu jeito, com suas características. Não faça apenas cópias do livro ou apostila.

Use o seu vocabulário habitual, explicando o conceito de forma simples e resumida, de forma que faça sentido pra você. Assim, você vai armazenar a informação mais facilmente e fazer sinapses mentais com muito mais agilidade.

Por isso, a seguir darei dicas para você criar seus próprios flashcards de anatomia, especialmente sobre origem e inserção. Apesar disso, darei uma nova opção: ao invés de perguntas e respostas, usaremos as fichas com imagens na frente e os nomes e estruturas no verso.

Vocês verá como é simples criar flashcards de anatomia – e nem precisa ser um expert em desenhos para conseguir construí-los! Acompanhe abaixo um passo a passo para montar um bom flashcard. 

Passo 1: Organize o material que será utilizado

Calma, você não precisa comprar folhas especiais ou gastar com material caro. Utilize o que você tem em casa: separe fichas pautadas ou recorte folhas A4 no meio, utilize cartolinas que estão sem uso… enfim, use o que você já tem para iniciar a confecção dos seus flashcards de anatomia. 

Uma dica importante é utilizar uma folha um pouco mais grossa. Assim, as informações de um lado da ficha não passarão para o outro e não haverá risco de problemas na hora de tentar “adivinhar” o que está escrito no verso do flashcard.

Então, separe todo o conteúdo previamente estudado a ser colocado nos flashcards de anatomia. E sim: o conteúdo previamente estudado, porque as fichas são um auxílio aos livros – elas não os substituem. 

Passo 2: Faça a frente dos flashcards de anatomia – use imagens!

Na frente da sua ficha, coloque a imagem do músculo a ser estudado. Esta pode ser a parte mais difícil (ou não), isso vai depender de você.

Se você tem habilidades com desenho, irá amar esta etapa. Porém, se você não tem muitas habilidades manuais, pode desanimar com essa parte um pouquinho. Mas calma, não se desespere: tenho uma saída! 

Você tem várias maneira de ter a ilustração do músculo em seus flashcards de anatomia. Uma delas é colocando a ficha na frente da imagem (na tela do computador, por exemplo), e riscando por cima. Não precisa ficar perfeito nem com o melhor colorido do mundo. Você apenas precisa entender a imagem, isso basta. 

Mas se mesmo assim você prefere não arriscar nos desenhos, você pode simplesmente achar uma imagem daquele músculo a ser estudado na internet e imprimir, recortar e colar ele no papel! Sério, mais simples que isso impossível!

Mas não se esqueça: é importante que seja apenas a imagem, sem informação alguma (já que todo conteúdo escrito estará no verso da ficha).

desenho-flashcard-de-anatomia

Passo 3: Use símbolos, números e setas para te lembrar qual estrutura a ser estudada

Ainda na frente dos seus flashcards de anatomia, use e abuse de símbolos e números para te ajudar com a memorização da estrutura ou função a ser estudada.

Um exemplo a ser mostrado aqui é a utilização de números para lembrar quais nomes e estruturas estaremos memorizando. Como o número 1, a ser representado no verso como origem muscular, e o 2, como inserção muscular. 

Você também pode deixar apenas a imagem, sem informação alguma. Isso será ainda melhor, já que fará com que seu cérebro gaste um pouco mais de energia tentando lembrar onde estaria cada informação.

Passo 4: Faça o verso dos flashcards de anatomia

Depois que a frente de sua ficha estiver pronta, você irá colocar as informações importantes no verso.

Nessa etapa, verifique se sua caneta não está manchando a frente da ficha, pois se isso ocorrer todo seu trabalho ficará comprometido. Não é nada positivo que, hora de usar seus flashcards de anatomia, você veja as informações do outro lado; isso iria sabotar muito seu aprendizado.

Como estamos falando de músculos, vemos na imagem informações importantes como Origem, Inserção, Ação e Inervação muscular. A forma com que você irá dispor esses dados será totalmente personalizada, de forma mais fácil para você aprender.

Você pode fazer isso com um texto ou por tópicos, números, listas… enfim, encontre uma maneira que faça sentido pra você, uma forma que ao bater o olho, você realmente entenda o que está escrito e seja totalmente familiar.

E mais: não desperdice seu potencial criativo! Fazer seus próprios flashcards de anatomia e colocar as informações com suas palavras, além de ser muito mais eficiente, te força a pensar enquanto está elaborando o material. 

flashcard-de-anatomia

Dicas extras para produzir flashcards de anatomia

Dica 1: Use e abuse de cores chamativas em suas fichas. Sempre use cores nos desenhos, nos textos, grife palavras importantes e rabisque ao máximo seu flashcard. Diferentes tons e cores farão com que seu cérebro seja capaz de distinguir e identificar melhor os conteúdos. Usar folhas e cartões coloridos também pode ajudar!

Dica 2: Quando for estudar com seus flashcards de anatomia, explore os dois lados, não só o da imagem. Explore sua forma de memorizar usando ora o lado da imagem, tentando acertar as estruturas e funções, ora o verso, tentando imaginar o desenho do músculo enquanto lê as informações. 

Dica 3: Quanto mais simples e resumido forem os flashcards de anatomia, melhor! A questão, aqui, é investir o mínimo de tempo na confecção das fichas e o máximo de tempo no estudo delas depois de prontas. Quanto menos informações você conseguir colocar nos flashcards, melhor.

Por isso, coloque apenas informações realmente indispensáveis. Assim, você evita que seu cérebro faça uma ilusão de fluência (ou seja, o cérebro reconhece, mas não lembra de fato), o que ocasiona o famoso “branco”. Para evitar que isso aconteça, simplifique sua vida deixando o seu flashcard o mais objetivo e resumido possível.

Dica 4: Use os flashcards de anatomia com uma certa frequência. Não basta fazer e depois guardar numa gaveta: utilize-os sempre, fazendo revisões periódicas e utilizando um método de revisão espaçada. Mantenha o intervalo de alguns dias até repetir a revisão.

Outra recomendação é fazer a primeira revisão logo após a confecção das fichas, a segunda revisão no dia seguinte e a terceira de 07 a 10 dias depois. As revisões posteriores podem ser organizadas conforme sua necessidade.

Dica 5: Você não precisa fazer flashcards de anatomia de todos os músculos do corpo humano de uma vez só! Inicie fazendo os flashcards daqueles grupos musculares que você sabe que tem mais dificuldade em aprender e depois vá fazendo conforme sentir necessidade. 

Dica 6: Depois de prontos, armazene-os de forma simples e fácil de estudar. Você pode colocá-los em pastas, caixas ou envelopes organizados conforme sua região anatômica, por exemplo. Mas lembre-se de deixá-los embaralhados dentro dessas caixas para que você não caia no vício da memorização em sequência.

Conclusão

Existem inúmeras maneiras de utilizar seus flashcards de anatomia depois de pronto. Você pode usá-los em grupos de estudo, fazendo jogos de perguntas e respostas ou ainda como um jogo da memória.

Além disso, você pode combinar o estudo dessas fichas com anotações feitas em salas de aula, mapas mentais, revisões, resumos realizados anteriormente e questões de provas sobre aquele músculo. Isso tudo fará você avançar cada vez mais em direção ao aprendizado de memorização do conteúdo.

E agora que você já conhece a técnica dos flashcards de anatomia, você já pode utilizá-la no seu processo de estudo e aprendizado. Que tal? Garanto que você verá a diferença! 

Banner Desconto