Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Os sintomas da hérnia de disco atingem até 15% de toda a população mundial, de acordo com estudos. Mas, infelizmente, o tratamento da hérnia de disco ainda percorre entre muitos mitos e verdades. Porém, o tratamento da hérnia de disco pode ser feito de diversas formas, como cirurgias, utilização de remédios ou com atividades físicas.

E por mais incrível que pareça, atividades como caminhadas, alongamentos e exercícios são alguns dos fatores mais importantes para curar os sintomas de dor e auxiliar no tratamento da hérnia de disco. Portanto, se você sofre de hérnia de disco, não se desespere: existe tratamento sim!

O diagnóstico de hérnia de disco é comum em pessoas de 30 a 50 anos. Já os sintomas desta patologia podem variar bastante, mas na maioria dos casos desencadeiam dores na região lombar que pode chegar até o posterior da perna.

A hérnia de disco já é considerada uma patologia muito comum, por isso é possível contar com diversos estudos e características a respeito desse problema. Em seguida, confira mais a respeito da hérnia de disco e também os tratamentos que disponíveis para essa complicação.

O que é a hérnia de disco?

hérnia de disco - o que -é

A hérnia de disco é uma lesão que ocorre com frequência na região lombar e cervical, e a localização mais comum é entre a quarta e quinta vértebra lombar, chamada de L4/L5. Além disso, também são comuns hérnias localizadas no disco que fica entre a quinta vértebra e o sacro, chamada de L5/S1.

Tais lesões ocorrem nestas regiões explicitadas porque são as mais expostas, tanto por suportarem mais carga quanto por realizarem mais movimentos. A nossa coluna vertebral é composta por diversas vértebras, como as cervicais, torácicas e lombares, assim como as citadas acima (L4/L5).

Entre essas vértebras, também estão os discos intervertebrais, que contam com uma forma de anel. O tecido do disco intervertebral é cartilaginoso e elástico, com um centro macio, que pode se assemelhar a um gel. Logo, o centro é chamado de núcleo pulposo ou líquido viscoso.

Portanto, o núcleo tem como objetivo amortecer as pressões e torções que são realizadas no nosso cotidiano. O disco também conta com um tecido cartilaginoso, conhecido como anel fibroso, que mantém o núcleo na área central. Esse tecido tem como objetivo facilitar movimentos de flexão, extensão e também toda a rotação do tronco, devido a suas características elásticas. A finalidade dos discos intervertebrais é evitar os atritos entre essas vértebras e amortecer o impacto, criando uma junta que permite que os ossos da coluna possam se mover sem problemas.

Logo, a hérnia de disco surge quando esses discos intervertebrais se desgastam naturalmente com o tempo e o uso repetitivo. Sempre que houver uma anormalidade nesse disco, existe grande chance de aparecer algum sintoma da hérnia de disco. Isto é, alguns discos saem da posição normal, comprimindo as raízes nervosas que emergem da coluna, e é a partir desse movimento que surgem as dores comuns da hérnia de disco.

imagem-whats.jpgA equipe do Programa Dor nas Costas criou um grupo no WhatsApp aberto para todos aqueles que querem receber dicas e exercícios, gratuitamente, para aliviar a dor nas costas. Quer participar? Clique aqui para entrar no grupo!

Causas da hérnia de disco

causas-hérnia-de-disco

Entre as principais causas da hérnia de disco, estão:

  • Sedentarismo e a falta de atividades físicas.

Pois é, você sabia que a falta de exercício pode desencadear sintomas da hérnia de disco?

Você já parou para pensar que talvez você precisará de um tratamento para hérnia de disco só porque não faz 10 ou 15 minutos de exercícios?

Além da falta de exercício, pessoas com sobrepeso ou obesidade podem também têm maior propensão a desenvolver hérnia de disco, devido a sobrecarga dos discos da coluna. Outros fatores que desencadeiam as hérnias, são:

  • Predisposição genética, 
  • Envelhecimento, 
  • Tabagismo
  • Carregar ou levantar muito peso.

O ato de carregar e/ou levantar muito peso pode prejudicar toda integridade do nosso sistema muscular, que sustenta nossa coluna vertebral.

Tipos de hérnia de disco

Atualmente, há três tipos de hérnia de disco, e suas diferenças interferem diretamente nos sintomas e no tratamento do problema. Assim, as hérnias de disco podem ser:

  • Protrusas;
  • Extrusas;
  • Sequestradas.

Confira mais a respeito de cada uma:

Hérnia de Disco Protrusa

hérnia-de-disco-protusa

Nesse tipo de hérnia de disco o disco invertebral se alarga, porém contém o líquido gelatinoso localizado em seu centro. Logo, a base do disco fica volumosa e também mais larga que o diâmetro comum, o que é a causa das dores e incapacidades.

Com as paredes do disco maiores, o disco pode tocar em regiões e também áreas de grande sensibilidade nervosa. Consequentemente, essa sensibilidade não só causa dores, que provém do disco de hérnia, como também algumas incapacidades.

Hérnia de Disco Extrusa

hérnia-de-disco-extrusa

Essa hérnia de disco chamada de extrusa se trata de uma condição ortopédica que afeta diretamente os discos, os quais atuam como amortecedores. A lesão ocorre quando o anel fibroso se rompe, e como resultado, todo o conteúdo gelatinoso interno sai em uma fissura na membrana.

imagem-whats.jpgA equipe do Programa Dor nas Costas criou um grupo no WhatsApp aberto para todos aqueles que querem receber dicas e exercícios, gratuitamente, para aliviar a dor nas costas. Quer participar? Clique aqui para entrar no grupo!

Hérnia de Disco Sequestrada

hérnia-de-disco-sequestrada

A hérnia de disco sequestrada é o tipo de hérnia que rompe a parede do disco, e o líquido gelatinoso vai para dentro do canal medular. Esse líquido gelatinoso pode tanto ir para cima ou para baixo, provocando não só pressão na raiz nervosa, como também inflamação.

Além disso, também ocorre a compressão contínua que provoca a dor química. A dor química acontece quando o núcleo pulposo não está em seu ambiente natural, liberando propriedades químicas ácidas.

Com essas propriedades químicas, geram-se sintomas de dores insuportáveis, além da tendência de uma postura antálgica. Este tipo de postura acontece quando uma pessoa inclina o tronco para um lado que lhe traz conforto, de forma recorrente.

Sintomas da hérnia de disco

sintomas-hérnia-de-disco

Dos sintomas da hérnia de disco o principal é, sem dúvida, a dor que ocorre bem nas costas em cima da vértebra, onde há a lesão do disco intervertebral. Além disso, é comum que essa dor possa discorrer também para outras partes do corpo, dependendo de onde a hérnia está.

Em casos de hérnia na coluna cervical, as dores podem ir para regiões superiores dos ombros, além dos braços, mãos e dedos. Já na hérnia de disco lombar, é comum que a dor possa chegar até as pernas ou os pés, sendo possível sentir formigamento, ardência ou dormência na área interna da coxa.

Quanto às dores, não há uma posição específica que possa melhorar esse incômodo. Infelizmente, é comum que as dores possam piorar na hora de dormir. Essa dor mais intensa ocorre devido ao corpo relaxar, fazendo com que os discos se reidratem, de modo que seu volume é aumentado. Logo, com maior volume, também há uma maior compressão nas raízes nervosas, causando incômodo à pessoa que sofre com os sintomas da hérnia de disco. Quando a compressão é maior, é possível verificar também outros sintomas comuns, como você poderá ver a seguir.

Outros sintomas comuns na hérnia de disco

Entre os outros sintomas comuns na hérnia de disco estão a incontinência urinária, uma vez que há pessoas que desenvolvem dificuldade para segurar a urina devido ao disco intervertebral.

Outro sintoma é a dor nas costas, que costuma persistir por mais de três meses, junto à coluna torta, quando se entra em crise. Também é comum a perda de força nas pernas, o que pode ocorrer em uma só perna ou em ambas.

Entre os sintomas comuns, também é relatado a dificuldade de ficar sentado por mais dez minutos, além da dor, formigamento ou dormência nos membros afetados.

Assim como citado anteriormente, é comum pacientes que sentem dor durante a noite, isto é, durante o sono. Esta dor costuma permanecer após acordar, o que também leva a uma redução do rendimento e desânimo para realizar atividades do dia a dia. Além disso, dores de cabeça são comuns em pacientes que sentem dores em regiões próximas à nuca e também próximo aos ombros.

Por fim, também há situações em que a dor é agravada, como quando se está em pé, com a perna estendida. Pessoas que sofrem com a lesão na hérnia de disco também costumam não poder ficar nas pontas dos pés, com alguma das pernas, ou ambas.

Em casos mais graves, também há a dificuldade de locomoção, e também problemas na hora de levantar objetos. Se a sua dor estiver em um ponto muito avançado, veja se este tratamento online com fisioterapeuta pode te ajudar.

Diagnóstico da hérnia de disco

diagnóstico-hérnia-de-disco

Então, esses foram os principais sintomas da hérnia de disco, mas caso haja um ou mais sintomas identificados, é necessário que você vá ao ortopedista, a fim de verificar se o problema é realmente hérnia de disco.

Logo, para realizar o diagnóstico da hérnia de disco, profissionais da saúde são encarregados de elaborar um exame físico completo, que abrange a coluna vertebral, braços e também as extremidades inferiores. Nesse exame, é testada a flexibilidade e também a amplitude de todos os movimentos da coluna vertebral. Também são realizados testes para verificar que as raízes nervosas (e também a medula espinhal) estão sendo afetadas pela hérnia de disco.

Em alguns casos, é necessário realizar exames para verificar o tamanho da lesão e a região da coluna que o disco está localizado. Entre os exames mais comuns, estão:

  • Raio-x;
  • Tomografia;
  • Ressonância magnética.

Caso seja realmente hérnia de disco o diagnóstico do paciente, ele é encaminhado diretamente ao fisioterapeuta para realizar um tratamento.

imagem-whats.jpgA equipe do Programa Dor nas Costas criou um grupo no WhatsApp aberto para todos aqueles que querem receber dicas e exercícios, gratuitamente, para aliviar a dor nas costas. Quer participar? Clique aqui para entrar no grupo!

Tratamento da hérnia de disco

tratamento-hérnia-de-disco

O tratamento da hérnia de disco é definido com base na localização da hérnia de disco, além do tipo de hérnia que o paciente possui.

A localização da hérnia pode ser:

  • Hérnia de disco cervical: afeta a região próxima ao pescoço;
  • Hérnia de disco torácica: afeta a região próxima ao meio das costas;
  • E também há a hérnia de disco lombar: afeta a região mais baixa das costas.

Os próprios sintomas da lesão variam conforme a localização, por isso é necessário o diagnóstico bem elaborado para ocorrer o tratamento.

Tipos de tratamentos para a hérnia de disco

tios-tratamento-hérnia-de-disco

Atualmente, há quatro tipos de tratamentos para quem sofre com a hérnia de disco, independentemente de sua localização. A seguir, confira mais sobre cada tratamento:

Tratamento não-invasivo

Em grande parte dos casos, o tratamento da hérnia do disco não é invasivo, ou seja, pode ser tratado com movimentos, caminhadas e alongamentos.

Exercícios e Alongamentos para Hérnia de Disco em Casa

Dois fisioterapeutas especialistas em hérnia de disco criaram um sistema de tratamento de hérnia de disco para ser feito em casa, com alongamentos e exercícios. Os resultados têm sido muito satisfatórios. Se você tiver interesse em saber mais, clique aqui.

  • Fisioterapia e atividades físicas

A fisioterapia é realizada como analgésica e reabilitativa, isto é, com técnicas que ajudam a aliviar as dores causadas pela lesão da hérnia de disco do paciente. Também é possível realizar o tratamento através da fisioterapia motora, que tem como objetivo exercícios que possam estabilizar a coluna. Desse modo, é possível ganhar condicionamento e também fortalecer os músculos que foram afetados pela hérnia.

Além disso, alongamentos e exercícios são recomendados para ajudar nos sintomas e tratamento da hérnia de disco como já vimos antes, são recomendadas caminhadas entre outras atividades físicas.

Esses exercícios não costumam ser demorados, levando de 10 a 15 minutos diários para que haja alívio da dor. As dores, quando os exercícios e alongamentos são realizados de forma correta, também cessarão após algum tempo. Portanto, com base nas atividades físicas, tratamos a causa do problema e não se torna necessário o uso de medicamentos.

  • Medicamentos

Na lista de medicamentos utilizados para hérnia de disco estão analgésicos, relaxantes musculares, anti-inflamatórios e remédios para dor neuropática. A utilização de medicamentos, entretanto, não é um dos tratamentos indicados, pois somente trata a consequência do problema e não a causa. Estar sob efeitos de medicações não se trata de um tratamento definitivo, pois assim o paciente sempre dependerá do remédio para que possa ficar sem dores.

Além disso, o mesmo remédio que será utilizado para melhorar e aliviar as dores da hérnia de disco, também é capaz de viciar o paciente. A utilização do medicamento a longo prazo também pode fazer com que seu efeito seja perdido. Há também relatos em que o fígado do paciente é prejudicado pelo uso prolongado de remédios.

  • Endoscopia

A endoscopia é um dos métodos que é utilizado como tratamento para a hérnia de disco, porém se trata de uma opção menos popular. Não é muito indicado e se possível, não faça.

Cirurgia para hérnia de disco

A cirurgia não costuma ser um método muito utilizado, somente 2 a 5% dos casos de hérnia de disco precisam desse procedimento, de acordo com pesquisas. É comum que a cirurgia seja a última possibilidade a ser cogitada para o paciente, uma vez que consiste em um procedimento invasivo que pode desencadear complicações.

De acordo com um estudo que foi publicado na revista da Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos, cerca de 95% dos indivíduos portadores de hérnia de disco podem se recuperar com o uso de técnicas como: fisioterapia, acupuntura, reeducação postural global (chamado de RPG) e analgésicos.

Ou seja, somente 5% é encaminhada à cirurgia corretiva, opção em que é possível sofrer reações à anestesia ou vítimas de infecções após o procedimento. Cirurgias são recomendadas somente para pacientes que não melhoraram com os outros tratamentos.

Há casos de hérnia em que são necessárias cirurgias maiores e que são utilizados parafusos e implantes. No entanto, se trata de uma cirurgia minimamente invasiva, que remove apenas o pedaço do disco invertebral que está comprimido e que causa a inflamação na raiz nervosa.

Qual o melhor tratamento para a hérnia de disco?

melhor-tratamento-hérnia-de-disco

Entre os quatro tratamentos citados acima, sendo dois não-invasivos (os medicamentos e a fisioterapia) e os invasivos (a cirurgia e a endoscopia), o mais recomendado é o MOVIMENTO.

Os exercícios conseguem ajudar a cessar as dores de grande parte dos pacientes, ainda mais quando aliados a caminhadas e alongamentos. Além disso, se trata de uma opção simples, pois cerca de 10 a 15 minutos de exercícios bastam para que uma melhora da dor seja notada. Portanto, um fisioterapeuta pode avaliar quais atividades físicas são adequadas para cada caso. Então, se você quer indicação de fisioterapeuta de qualidade, clique aqui.

Entre os principais exercícios, a caminhada é uma das mais indicadas, pois traz grandes benefícios à saúde do indivíduo, além de combater o sedentarismo, que é um grande causador de lesões físicas. Desse modo, o tratamento inicial recomendado sempre será exercício e alongamento, que podem ou não ser aliados a medicamentos analgésicos.

Lembrando que o uso de medicamentos não é indicado, pois não realiza um tratamento definitivo para o problema da hérnia de disco e é capaz de viciar o paciente. 

Em seguida, confira o tempo médio para a resposta no tratamento da hérnia de disco com a fisioterapia:

imagem-whats.jpgA equipe do Programa Dor nas Costas criou um grupo no WhatsApp aberto para todos aqueles que querem receber dicas e exercícios, gratuitamente, para aliviar a dor nas costas. Quer participar? Clique aqui para entrar no grupo!

Em quanto tempo há resposta no tratamento da hérnia de disco

O tratamento da hérnia de disco pode apresentar alívio e melhora nos sintomas dentro de algumas semanas, mas em alguns casos, pode ser em dias. Já o desaparecimento de sintomas da hérnia de disco pode levar de um até três meses, dependendo da fase de evolução da lesão. Além disso, o tempo de resposta poderá depender de cada pessoa, pois há diferentes reações a cada tratamento.

Mas, se você busca por um tratamento mais rápido que o normal, clique aqui para ver este Programa de Tratamento Acelerado.

Conclusão

Então, concluímos que para um bom tratamento dos sintomas de hérnia de disco, deve procurar sempre manter-se em movimento. Realizar caminhadas e alongamento são duas ótimas alternativas. Lembre-se, também, de consultar seu médico antes de qualquer decisão, uma vez que um profissional da área da saúde é a melhor pessoa para orientá-lo quanto ao seu diagnóstico. Depois do diagnóstico feito, procure orientação fisioterapêutica. O acompanhamento de alguém munido de informação e conhecimento é a melhor saída para aliviar suas dores de hérnia de disco.