Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

A Articulação Temporo-Mandibular (ATM) é pequena, mas uma articulação da face muito importante, responsável pela mastigação, fala e outras funções orais.

Para entender melhor, vale fazer um exercício: sabe a dor que surge no maxilar após uma noite em que você sente que passou mordendo a boca? Então, na verdade, essa dor pode vir de uma inflamação na ATM. 

Dessa forma, a inflamação nesse músculo pode causar muitas dores como ranger de dentes (bruxismo), alterações na mordida, frouxidão dos ligamentos, hábitos para-funcionais (mascar chicletes e morder objetos), entre outros. 

Além disso, outra informação relevante é que esse músculo pequeno é muito potente. Isso porque ele é uma das articulações mais usadas do corpo, chegando a ser movimentado de 1 mil a 2 mil vezes ao dia.

Portanto, uma vez que este músculo fica doente, ele acaba tendo uma DTM (Disfunção Temporomandibular). Da etiologia multifatorial, a DTM está relacionada ao estresse, má postura, oclusão, traumas repetitivos, anormalidade discal, hiperatividade muscular e hábitos parafuncionais. 

Uma vez que o músculo passa por essa disfunção, o paciente pode acabar sentindo muita dor, e tendo a fala e alimentação comprometidas. 

Quer aprender como a Fisioterapia pode ser uma grande aliada no tratamento da ATM? Confira a seguir mais informações sobre esse tipo de músculo bucal. Boa leitura!

Quais são os sintomas na região da ATM?

As disfunções da ATM podem apresentar diversos sintomas, e estes por sua vez, podem identificar a causa de síndromes, como é o caso do bruxismo

Portanto, caso sinta qualquer sinal que pode estar relacionado às dores maxilares, é importante procurar um especialista de sua confiança, pois, através dos tratamentos oferecidos, esses desconfortos serão amenizados. 

Confira a seguir alguns dos sintomas mais comuns de DTM:

  • Dores de cabeça parecidas com enxaquecas;
  • Pressão atrás dos olhos e dores de ouvido;
  • Sensação de desencaixe ao fechar e abrir a boca;
  • Dor ao mastigar, abrir a boca ou bocejar.

Além disso, é importante informar que as causas desses incômodos podem variar, bem como a intensidade como esses distúrbios se apresentam, iniciando de forma leve e agravando com o tempo. 

O bruxismo é a causa mais comum para esse tipo de problema, que nada mais é do que o ranger involuntário dos dentes. Além de provocar as dores no músculo ATM, essa síndrome também pode causar danos nos dentes. 

Em alguns casos, aqueles em que a situação fica grave, os pacientes chegam a necessitar de tratamentos como a extração de dentes, que muitas vezes é realizada através de um convênio odontológico.

Todos esses danos citados acima são provocados devido ao apertar dos dentes sem mastigar.

Um número considerável de pacientes que apresentam problema no ATM, desenvolvem ao passar por longos períodos de estresse, aliado a diversas outras ocorrências, como cerrar os dentes durante o sono (bruxismo).

Fisioterapia e a ATM

Um dos principais tratamentos para essa região muscular é a fisioterapia. Isso porque as atividades que nela são executadas têm como objetivo o fortalecimento da mandíbula e do complexo cabeça/pescoço. 

Vale informar que, isso acontece pois, a articulação temporomandibular, a coluna cervical e as articulações entre os dentes relacionam-se intimamente em suas funções. 

Dessa forma, as atividades neuromusculares das áreas cervical e mastigatória influenciam de uma forma direta nos movimentos e postura de nossa mandíbula. 

Portanto, em casos de diagnóstico em bruxismo, muitos dentistas podem passar a fisioterapia como tratamento principal. Dessa maneira, o paciente pode tentar entrar em contato com seu plano odontológico para saber se também cobre a fisioterapia. 

Além da fisioterapia, alguns profissionais também acabam optando pelo uso de medicamentos e anti-inflamatórios. Outra opção de tratamento é a aplicação da toxina botulínica como bloqueio de substâncias que provocam dor.

Outra alternativa é receitar antidepressivos e anticonvulsivantes, prática que também é comum no tratamento de DTM, pois eles são muito usados para aqueles que possuem dores crônicas nos músculos, visto que são responsabilidade do sistema nervoso central.

Conclusão

Como vimos, casos de estresse estão diretamente relacionados a dores na mandíbulas e sintomas na ATM. Como o bruxismo está muito presente na rotina de milhares de brasileiros, fique atento se os desconfortos aparecem, principalmente ao acordar. Isso significa que a prática de ranger os dentes está bem forte durante o sono.

Portanto, caso sinta algum desses sintomas, procure seu profissional através de um plano odontológico e solicite um diagnóstico para que possa começar o tratamento o quanto antes e acabar com os incômodos.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.