Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

A Reeducação Postural Global (RPG) é um método fisioterapêutico, desenvolvido por Philippe Souchard em 1980 que emprega posturas de correções ativas no processo de reorganização postural. Por sua eficiência, a RPG também pode ser usada no tratamento da hérnia discal.

A RPG foi desenvolvida pelo fisioterapeuta chamado Philippe Emmanuel Souchard, através do trabalho de Françoise Mézières e de seus conhecimentos e estudos da biomecânica e da física.

Continue a leitura para entender melhor sobre o assunto e como utilizar RPG no tratamento da hérnia discal!

O que é RPG?

É um método qualitativo, de aplicação personalizada, voltado para a individualidade do paciente e seu processo de consciência corporal. A RPG revaloriza a função muscular estática, fornecendo-lhe a mesma importância que a função dinâmica, tratando-as como funções complementares. 

A essência da RPG é baseada em estímulos proprioceptivos que acionam o sistema de coordenação tônica postural, redimensionando o esquema corporal do indivíduo através de tensões progressivas no sistema musculoesquelético.

As posturas são realizadas de forma ativa, o corpo é colocado em tensão máxima para que possam ser identificados quais as tensões e como essas se relacionam. 

A partir dessa análise é que ocorre a intervenção, através dos ajustamentos posturais para reorganização dos segmentos corporais, ocorre uma reorganização da fibra muscular mantendo o equilíbrio mecânico postural. Deste modo proporciona a liberação de fáscias e tecido conjuntivo. 

Qual a função da RPG?

A RPG é utilizada para a prevenção e tratamento de disfunções posturais, dores lombares, cervicais, por isso a utilização da RPG no tratamento da hérnia discal, pois ela contribui tanto no alívio de dores como também na funcionalidade do indivíduo e conseqüentemente em sua qualidade de vida.

A hérnia discal é formada inicialmente pela presença de fissuras no anel fibroso, onde o conteúdo gelatinoso do núcleo se infiltra. Nesse processo, pode ocorrer desde a protrusão (abaulamento do disco) à extrusão (rompimento do disco com extravasamento do núcleo para o canal medular). 

Nesse mecanismo há o acometimento das raízes nervosas que podem ocorrer de duas formas: ação inflamatória (liberação de mediadores inflamatórios) ou pela ação mecânica (compressão direta do nervo).

rpg-no-tratamento-da-hernia-discal

RPG no tratamento da hérnia discal

Atualmente tem crescido bastante a busca por tratamentos para as hérnias discais. A configuração social da vida contemporânea, o corre-corre, o stress, estilo de vida, o tempo dedicado a tecnologias nos mantendo em más posturas permanecendo grande parte do tempo sentados em frente ao computador vem gerando sobrecargas na coluna e conseqüentemente disfunções posturais, acometendo cada vez mais as pessoas. 

A hérnia discal é multifatorial e pode estar associada a estes fatores já citados e a aspectos como: herança genética, envelhecimento natural do disco, sedentarismo, entre outros.

Os sintomas mais comuns de herniações estão associados ao processo inflamatório. Dentre eles dor intensa, dores irradiadas, parestesias, fraqueza muscular, rigidez e hipomobilidade, em caso de hérnia cervical podem apresentar sintomas como: rigidez na nuca, enxaqueca, náuseas, dores irradias para membros superiores. Em alguns casos, a hérnia pode ser assintomática.

rpg-no-tratamento-da-hernia-discal

A avaliação é de extrema importância para o diagnóstico clínico/funcional da hérnia discal, através da avaliação o terapeuta poderá ter condutas mais assertivas garantindo o sucesso de seu tratamento. Elencar os testes específicos e sistematizar os dados são premissas para boas condutas. 

No diagnóstico da hérnia discal, a história clínica, queixa principal e o exame-físico funcional atrelado aos exames complementares são fundamentais para o diagnóstico. Além dos testes neurais, que avaliam reflexos, sensibilidade, comprometimento de nervos e atividade motora à região ao qual está associado.

O tratamento da hérnia discal tem por finalidade o alívio da dor, melhora do desempenho funcional do paciente e conseqüentemente sua qualidade de vida. Envolve uma equipe interdisciplinar, médico, fisioterapeuta, educador físico, enfermeiro, psicóloga, tendo como proposta aliviar a dor. O tratamento pode ser cirúrgico em alguns casos, pode ocorrer através da terapia medicamentosa e através de recursos terapêuticos.

A fisioterapia tem diversos recursos terapêuticos que auxiliam na promoção do alívio sintomático da dor e na reabilitação destes pacientes. 

Dentre os recursos terapêuticos que vem contribuindo para o bom prognóstico do paciente com hérnia discal, destacamos a Reeducação Postural Global (RPG), que tem sido muito utilizada para o tratamento de alterações posturais e disfunções na coluna vertebral.

A RPG através dos mecanismos de tração progressiva enfatiza as cadeias musculares em tensão que bloqueiam o indivíduo em posturas de desequilíbrios. Ao alongar essas cadeias e ao promover o aumento de espaços intervertebrais o terapeuta consegue diminuir a compressão neural, o processo inflamatório e conseqüentemente o quadro álgico do paciente.

mobilizacao-neural-nervo-ciatico

Função da RPG no tratamento da hérnia discal

A RPG promove além da redução da dor, o fortalecimento muscular, melhora na postura com mecanismos proprioceptivos favorecendo o reaprendizado motor e mudanças essenciais na percepção corporal, melhora na dinâmica respiratória e possui impactos positivos na funcionalidade e qualidade de vida do paciente.

Segundo (ADORNO, 2016), dentre os efeitos da RPG em pacientes com dores lombares estão a  redução de dor, melhora da amplitude de movimento, e melhora na qualidade de vida. 

As publicações são unânimes em apontar sua influência sobre o cumprimento muscular, melhora da dor, melhora da amplitude de movimento e flexibilidade, repercutindo na melhora da capacidade de contração muscular.

O tratamento com a RPG objetiva corrigir disfunções corporais e de movimento através de posturas em decúbito dorsal, sedestação e ortostase, tratando cadeias musculares, realizando um efeito proprioceptivo na postura. 

O paciente é colocado na postura do RPG e o terapeuta realiza trações e alinhamentos que estimulam um reaprendizado e reorganização do esquema corporal, dando-lhes uma nova concepção de corpo e movimento. 

rpg-hernia-discal

Postura de RPG em decúbito dorsal

O terapeuta deve estar atento a alguns cuidados com o paciente, tais como: ao colocá-lo na postura deve-se buscar o alinhamento, contudo respeitando os limites do paciente, a evolução deve ser progressiva. Nas posturas devem-se enfatizar posicionamentos que favoreçam a mobilização neural desde que seja confortável ao paciente, sem quadro doloroso e inflamatório.

As posturas em decúbito dorsal, sedestação e ortostase seguem uma progressão respectivamente. E as evoluções devem ser feitas de acordo com as necessidades individuais de cada paciente.

Conclusão

A Reeducação Postural Global é muito utilizada em pacientes com hérnias discais dores lombares, cervicais e disfunções posturais. 

Eficaz no alívio do quadro álgico, na diminuição do quadro inflamatório, no alívio de tensões de cadeias musculares, na formação de uma nova concepção de postura e movimento através das vivências e experimentações de correções musculoesqueléticas que acontecem de forma ativa na postura durante toda a sessão, impactando na melhora da funcionalidade e qualidade de vida do paciente.

Utilizar a RPG no tratamento da hérnia discal contribui e muito para a melhora da qualidade vida do paciente.

 

Referências

ADORNO, M. L. G. R. Efeito da reeducação postural global e do isostretching em portadores de lombalgia crônica inespecífica através da biofotogrametria computadorizada. Fisioterapia Brasil, v. 13, n. 3, p. 216–225, 2016. 

DI CIACCIO, E. et al. Herniated lumbar disc treated with Global Postural Reeducation. A middle-term evaluation. European Review for Medical and Pharmacological Sciences, v. 16, n. 8, p. 1072–1077, 2012. 

LOIOLA, G. M. L. V. et al. Terapia manual em pacientes portadores de hérnia discal lombar: revisão sistemática. Ciência em Movimento, v. 19, n. 38, p. 89, 2017. 

SOARES, P. et al. Efeitos do Programa Escola de Postura e Reeducac¸ ão Postural Global sobre a amplitude de movimento e níveis de dor em pacientes com lombalgia crônica. Rev Andal Med Deporte, v. 43, n. 2S, p. 176, 2016. 

SOUCHARD, P. Deformações Morfológicas da Coluna Vertebral. 1 ed. ed. Rio de Janeiro: Elsevier Editora, 2016. 

TEODORI, R. M. et al. Uma Revisão Da Literatura a Literature Review. Rev Med (São Paulo), v. 86, n. 4, p. 224–231, 2011.