Junte-se a mais de 150.000 pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Qual o seu melhor email?

Já imaginou receber um tratamento de outro mundo? A chamada Gameterapia pode ajudar não só os fisioterapeuta durante o processo de reabilitação, como transformar o tratamento mais divertido para os pacientes.

Quer entender mais sobre o método e como este tipo de fisioterapia traz benefícios na recuperação dos pacientes? Entenda melhor a seguir!

O que é a Gameterapia?

A Gameterapia chegou em 2007 no Brasil, sendo reconhecida pelo Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito) desde 2015. A técnica tem como objetivo a reabilitação do paciente de maneira lúdica, deixando a sessão mais dinâmica, ao mesmo tempo que assegura um tratamento complementar efetivo. 

“A Gameterapia busca otimizar o condicionamento cardiovascular, coordenação motora, amplitude de movimento e o equilíbrio”, destaca o chefe da área de Fisioterapia do Instituto de Traumatologia e Ortopedia (INTO), Dângelo Alexandre. Ele explica que é uma terapia complementar, sem substituir as formas convencionais do tratamento, mas que contribui de maneira lúdica para a reabilitação do paciente.

Como funciona a Gameterapia?

No modelo mais comum do tratamento, o paciente é acomodado diante de sensores que captam seus movimentos. Assim, é possível guiar os personagens durante os jogos e o processo pode ser controlado pelo terapeuta.

__CONFIG_colors_palette __ {"active_palette": 0, "config": {"colors": {"62516": {"name": "Main Accent", "parent": - 1}}, "gradients": []}, "paletas": [{"nome": "Paleta padrão", "valor": {"núcleos": {"62516": {"val": "rgb (19, 114, 211)", "hsl": { "h": 210, "s": 0,83, "l": 0,45}}}, "gradientes": []}}]} __ CONFIG_colors_palette__
EU QUERO BAIXAR AGORA

A base está no estímulo da orientação visual e coordenação motora, usando conexões neurais para captar os estímulos e conduzir as ações, além de reforçar o equilíbrio postural, já que a prática consegue recrutar diversas zonas cerebrais, inclusive o cerebelo.

A Gameterapia funciona por intermédio de programas de videogame ou de softwares desenvolvidos para essa finalidade. Por meio de plataformas e sensores, é possível interagir virtualmente em um dos ambientes propostos, que podem ser Nintendo e Xbox (com sensor de movimento) ou Playstation (com óculos de realidade virtual).

Os jogos são variados, desde tennis, corridas, danças ritmadas e boliche, e o tipo de atividade que o paciente irá realizar está atado ao objetivo do examinador.

Lembrando que a sessão é monitorada pelo fisioterapeuta, pois mesmo em jogos como Nintendo e Xbox, qualquer movimento inadequado pode comprometer o tratamento.

Quais são os resultados da Gameterapia?

As indicações clínicas da Gameterapia incluem tratamento e recuperação de lesões, reabilitação motora, condicionamento físico, além de fortalecimento muscular e reestruturação postural.

Pacientes que sofreram lesões cerebrais tiveram resultados positivos, devido ao efeito de neuroplasticidade, ou seja, a capacidade de formar conexões neurais.

Todos os pacientes podem usufruir da Gameterapia, só lembrando que se deve aplicar os jogos específicos, com exercícios individuais e acompanhamento especializado. 

O interessante do método é gerar autoconfiança, para que o paciente acredite que pode realizar o movimento sozinho, adicionando vantagens para a efetividade na recuperação.

As principais doenças tratadas provêm de Sequelas Neurológicas, como Acidente Vascular Encefálico (AVE), Acidente Vascular Cerebral (AVC), traumatismo raquimedular (TRM), paralisia cerebral e Síndrome de Down, doenças traumato-ortopédicos em geral, como bursite, tendinite e reabilitação pós-cirúrgica, além de problemas cardiopulmonares.

Conclusão

A Gameterapia se tornou um método alternativo para oferecer mais saúde aos pacientes e efetivar a reabilitação de forma divertida e com resultados promissores. 

Por isso, ampliar essa capacitação aos fisioterapeutas é de extrema importância para que haja mais disponibilização desse serviço em instituições públicas e particulares.

Já pensou em aprimorar seus conhecimentos e entender como a neurociência permite uma melhor compreensão dos processos emocionais e comportamentais?

Clique aqui e tenha acesso exclusivo ao e-book do Grupo VOLL sobre Neurociência e Desempenho Esportivo. E o melhor: de forma gratuita!