Share, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Fisioterapia Desportiva: tudo o que você precisa saber sobre esta área

Fisioterapia Desportiva: tudo o que você precisa saber sobre esta área
Gostou? Avalie!

A fisioterapia desportiva é uma prática da medicina do esporte que trata e recupera as lesões causadas pela prática de exercícios físicos dentro de uma modalidade esportiva. Devido ao elevado número de pessoas que praticam atividades físicas, os benefícios que elas proporcionam e os ascendentes mercados de trabalho constituem-se como uma especialidade promissora.

A atuação profissional é voltada tanto para os atletas quanto para as pessoas que praticam esportes regularmente – não necessariamente atletas profissionais. Sendo assim, atletas amadores que não recebem financeiramente pelo seu desempenho no esporte mas pratica de forma regular e definitiva. Continue lendo para saber mais!

O que é Fisioterapia Desportiva?

A fisioterapia esportiva é uma área da fisioterapia convencional focada na recuperação de atletas e de praticantes de exercícios físicos em modalidades esportivas. O objetivo é prevenir e tratar as lesões causadas pelo desgaste excessivo das articulações e do tecido muscular.

Além disso, o intuito do fisioterapeuta é proporcionar retorno do indivíduo ao esporte em menor prazo. Por meio do diagnóstico cinético funcional e dos exames pertinentes ao caso clínico do paciente, é possível instituir métodos fisioterapêuticos específicos e acompanhar a evolução do tratamento.

O fisioterapeuta desportista prepara os atletas para competições, previne lesões e dores em pessoas que praticam atividades físicas e recupera as contusões ocasionadas pelo esporte. Fisioterapia Desportiva atua também no auxilio da prevenção do retorno das lesões e outras contusões decorrentes delas, tais como luxações, lesões em ligamentos, tendinites, entorse e fraturas.

Os tratamentos realizados na fisioterapia desportiva

O foco do tratamento da fisioterapia desportiva é a recuperação do paciente. Para atingir esse objetivo, o tratamento é realizado por meio de vários recursos dependendo do quadro do atleta. Dentre eles encontram-se:

  • Terapia manual
  • Treino funcional
  • Eletroterapia
  • Massoterapia
  • Eletromiografia
  • Biofeedback de EMG
  • Bandagens funcionais
  • Estabilização segmentar.

Vale reforçar que os recursos empregados são definidos de acordo com o local e o tipo de lesão, assim como as necessidades do paciente, em razão da modalidade esportiva que ele pratica. Desta fora, para que o tratamento seja bem-sucedido, ele é elaborado para atender as necessidades específicas de cada pessoa.

Para isso, são analisadas suas deficiências e também consideradas as suas funcionalidades, trabalhando assim, as regiões do corpo que são mais exigidas pelo esporte que ela pratica e necessita de desenvolvimento.

Desse modo, o fisioterapeuta precisa entender que cada esporte possui determinado impacto no corpo. Atividades como vôlei, futebol e basquete, por exemplo, costumam desencadear problemas nos ombros, quadril e tornozelo.

Se não tratados, essas pequenas dores e lesões podem evoluir para quadros mais graves, como endinopatias, bursites, artrites etc. Portanto, cabe ao profissional avaliar a postura do atleta durante os exercícios físicos, bem como os seus sintomas clínicos: dores nas articulações, queimações, estalos nos ombros, pisada torta, viradas de pé constantes, formigamentos e outros sinais.

Fisioterapeuta e Ortopedista

De modo geral, o trabalho do fisioterapeuta é semelhante com o do médico responsável por tratar os problemas relacionados ao aparelho locomotor. No entanto, existe uma diferença crucial. O fisioterapeuta esportivo, diferente do médico, é especializado em atividades físicas.

Desta forma, ele conhece exatamente quais são as necessidades exigidas em quadra e saberá traçar um plano de tratamento focado na recuperação das lesões complementares. Lembrando que o objetivo do profissional é fazer com que o atleta volte a atividade o mais rápido possível. Entretanto, o retorno às atividades deve acontecer de maneira gradual, com a retomada de treinos mais pesados pelo paciente apenas quando já estiver apto para realizá-los.

Atuação do Fisioterapeuta Desportivo

Além de realizar terapias manuais, funcionais e com a ajuda de aparelhos, o fisioterapeuta desportivo também pode atuar dentro de quadra. Um profissional que auxilia um time de futebol, por exemplo, deve trabalhar junto com o preparador físico e treinador.

Observando a atuação do paciente durante o esporte, fica mais fácil de traçar planos de correção postural e avaliar o tipo de pisada do atleta, por exemplo. Nesses casos, o fisioterapeuta propõe mudanças tanto para corrigir lesões e dores já existentes, quanto para prevenir problemas futuros decorrentes ao esporte.

Benefícios do Fisioterapeuta Desportiva

A recuperação não é o único benefício da fisioterapia esportiva, o fisioterapeuta que atuar na medicina esportiva poderá sugerir atividades ou exercícios físicos para prevenir o aparecimento de doenças.

Nesse contexto, devem trabalhar junto dos médicos, nutricionistas e farmacêuticos para indicar o melhor exercício físico de acordo com o perfil clínico do paciente. É também importante que o fisioterapeuta esportivo estabeleça uma rotina para o acompanhamento dos indivíduos que já apresentam doenças crônicas e querem diminuir as complicações clínicas.

Outro fator, onde o fisioterapeuta esportivo é responsável por realizar o diagnóstico clínico da lesão e propor exercícios para sua recuperação funcional e o retorno à prática do esporte. Também identifica, por meio de exames específicos, as propriedades fisiológicas, biofísicas e biomecânicas do tecido musculoesquelético para analisar a gravidade da lesão e realizar as intervenções terapêuticas necessárias.

Um dos maiores desafios desse profissional é estabelecer a conduta clínica que não comprometa o desempenho físico já adquirido do atleta e consequentemente prever o retorno às atividades desportivas sem prejuízo clínico.

O especialista na área de desportes tem como vantagem o trabalho em todos os níveis de atenção à saúde. Atuando nos postos de saúde, garantirá uma saúde esportiva preventiva de doenças ou a realização de grupos operativos de pacientes com as mesmas limitações físicas.

Também pode atuar em clubes esportivos, academias ou em clínicas próprias. As principais atribuições desse profissional nesses ambientes é o preparo físico de jovens para as categorias de base das modalidades esportivas, a prevenção e a recuperação de lesões.

Nas clínicas, podem fazer o diagnóstico clínico, estabelecer metas de exercícios e propor métodos para evitar novas lesões.

Conclusão

Como pudemos ver, o mercado de trabalho da fisioterapia focada no esporte é bastante promissor. Além de ter a oportunidade de atuar em clubes, academias etc., uma boa alternativa é focar seus atendimentos nos atletas e esportistas amadores.

É uma área que esta em expansão e bastante vista diante das decorrentes lesões e a divulgação da mídia no esporte assim, o fisioterapeuta vai ajudar os atletas a executarem os exercícios de forma correta, garantindo que o rendimento do paciente será melhor.

Na vida desafios existiram sempre, o que fazer com eles é que diferenciará dos outros, não importa o resultado. Cabeça erguida e foco na caminhada.

 

Written by Raphael Zambelli Cintra

Raphael Zambelli Cintra

Pós graduando em Perícia Judicial e Assistência Técnica para Fisioterapeutas pela Universidade de Araraquara - UNIARA.
Ensino Superior Completo em Fisioterapia pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais - CEUCLAR.
Possui cursos complementares em:
Aperfeiçoamento de Ergonomia – INEAD.
Capacitação de Saúde do Trabalhador.
Pilates pelo VOLL Pilates Group com especialização no PILATES FITNESS – Ribeirão Preto SP.
Curso de Treinamento Funcional – Portal Educação.
Curso de Avaliação e Treinamento Funcional no Idoso – Ribeirão Preto SP.
Curso de extensão de Bandagens Funcionais Rígidas e Elásticas – Batatais SP.

Atua como Fisioterapeuta com Treinamento Funcional na Prevenção de Lesões.
Possui experiência com Elaboração do Projeto de Ergonomia na Fisioterapia do Trabalho para ser aplicado em pequenas e grandes empresas
Já trabalhou como voluntário em Hidroterapia na Clinica do Centro Universitário Claretiano, em Fisioterapia na UTI – Santa Casa de Batatais, em Fisioterapia na APAE de Batatais, em Fisioterapia no Hospital Estadual de Ribeirão Preto e em Fisioterapia na Fundação PIO XII – Hospital de Câncer de Barretos.
Além disso, também já atuou no Projeto de Fisioterapia Desportiva com atendimentos acompanhando as modalidades esportivas durante os Jogos da Educação Física – Batatais SP, tendo um amplo conhecimento na área da fisioterapia há 6 anos.

244866-F / CREFITO-3

4 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *