Share, , Google Plus, Pinterest,

Imprimir

Posted in:

Criolipólise de Contraste: Tudo que você Precisa saber Sobre essa Técnica

Criolipólise de Contraste: Tudo que você Precisa saber Sobre essa Técnica
Gostou? Avalie!

Há um tempo atrás, a criolipólise só era conhecida como a técnica que “faz congelar as gordurinhas”. Porém, como o mundo da estética está sempre inovando, agora ela mistura o poder do gelo e fogo, mudando seu nome para criolipólise de contraste.

Esse equipamento promove períodos de aquecimento antes e após o procedimento de criolipólise, um desses equipamentos é o Polarys (Ibramed).

O sistema de temperatura (resfriamento e aquecimento) do aplicador dessa terapia é baseado no Efeito Peltier.

A troca de calor da pastilha é realizada por um sistema de refrigeração a água, que possui:

  • Um Tanque de Armazenamento;
  • Uma Bomba de Água;
  • Um Radiador de Calor com Ventilação Forçada.

Esses fatores produzem uma extração gradativa de temperatura do tecido, absorvendo o calor nele presente, até que a temperatura selecionada seja atingida.

No processo de aquecimento ocorre o inverso, liberando o calor para o tecido, extraindo sua baixa temperatura, também de forma gradativa sendo todo esse processo controlado por um termostato.

Esse equipamento possui protocolos ajustáveis, tendo um específico para um resultado mais eficaz, além de fazer com que a pessoa perca em torno de 40 – 45% da gordura localizada onde for realizada a aplicação.

Através do resfriamento controlado e seletivo, reduz a gordura localizada, o qual promoverá uma paniculite, também controlada, no local tratado e modulação de gordura.

Claro que tudo isso não irá acontecer se realizar o tratamento e não cuidar os hábitos alimentares e nem manter uma de vida saudável com atividade física, afinal só os equipamentos não podem fazer com que os resultados aconteçam sozinhos e isolados.

O tempo total para reavaliar o resultado final continua se mantendo em 90 dias, somente após esse período, caso seja necessário, poderá ser realizado novamente o procedimento na mesma região já tratada com a criolipólise de contraste.

É extremamente necessário respeitar esse período, pois caso não seja poderá resultar em lesões ou danos aos tecidos.

É necessário colocar uma manta protetora, chamada de manta anticongelante, na região onde será feita a aplicação para proteger o tecido e não ocorrer queimaduras.

Independente da região onde a técnica será aplicada, é necessário possuir um mínimo de gordura local, 20 mm ou 2,0 cm, que deverá ser medido com o adipômetro antes da aplicação.

Essa medida também deve ser realizada nas reavaliações pós aplicação. Também é importante fazer a perimetria do local, porém nessa medida não é necessário apresentar um valor mínimo.

A avaliação é muito importante, pois caso o paciente não apresente o mínimo de gordura na região em que deseja realizar a criolipólise de contraste, essa técnica não deverá ser aplicada, sendo aconselhado tratar essa gordura localizada com alguma outra técnica.

Indicações e Contraindicações

O tratamento é indicado por ser:

  • Tratamento Conservador da Gordura Localizada;
  • Modelagem não Invasiva do Contorno Corporal;
  • Pré-Operatório de Lipoaspiração.

Não se deve utilizar o método de criolipólise quando:

  • A Mulher é Gestante ou Com o Útero Potencialmente Gravídico;
  • Fazer em Áreas Neoplásticas;
  • Áreas Onde um Tumor foi Removido;
  • Em Crianças ou Idosos;
  • Pacientes com Alta Sensibilidade ao Frio;
  • Intolerantes a Crioterapia;
  • Sobre Áreas Isquêmicas;
  • Pessoas com Sindrome de Raynaud;
  • Sobre Feridas Abertas ou Infectadas;
  • Sobre Hérnia Abdominal;
  • Indivíduos com Doenças Metabólicas;
  • Sobre Áreas com Alteração de Sensibilidade;
  • Sobre Pele Irritada;
  • Em Cirurgias Recentes no Local do Tratamento;
  • Uso Regular de Medicamentos Anti-Inflamatórios, Quelóides ou Propensão a Quelóide na região tratada;
  • Em Regiões com Marcas de Cicatrizes Hipertróficas;
  • Dentre Outras Possíveis Contraindicações que Deverão ser Avaliadas pelo Profissional Habilitado na Hora da Avaliação.

Pontos Importantes sobre a Criolipólise de Contraste

  • A Criolipólise não é um Tratamento para Pessoas Diagnosticadas com Obesidade!
  • Ela é uma Opção para quem quer Fazer uma Remodelagem Corporal Localizada, Podendo ser Feita em 2 ou 3 Regiões no Mesmo Dia;
  • Havendo Necessidade de uma Nova Aplicação, Poderá ser Feita, Após 90 Dias, Na mesma Região;
  • Os Resultados podem Variar entre as Pessoas;
  • Esse é um Procedimento aprovado pela FDA (Food and Drug Administration), nos EUA;
  • Também é Aprovado pela ANVISA, no Brasil;

Atenção

Verificar se o equipamento utilizado possui o registro na Anvisa, as mantas também necessitam ter o registro.

  • Não pode Reutilizar Mantas;
  • Não pode Cortar as Mantas;
  • Não se Deve Reaplicar na Mesma Região Antes de 90 Dias.

Efeitos Adversos da Criolipólise da Criolipólise de Contraste

Veja os possíveis efeitos adversos da criolipólise:

  • Dor;
  • Eritema;
  • Edema;
  • Hematoma;
  • Parestesia (Dormência);
  • Sensação de Repuxões Fortes ou Fracos;
  • Frio intenso;
  • Desconforto/Dor local;
  • Formigamento e Câimbras;
  • Hiperemia;
  • Petéquias;
  • Hematomas Moderados (Não se Deve Pegar Sol na Região até que Desapareça);
  • Cólicas:
  • Queimaduras;
  • Bolhas de Atrito;
  • Dentre outros Efeitos.

Regiões onde Pode ser Aplicada

As regiões que podem ser aplicadas, são:

  • Braços;
  • Costas;
  • Flancos;
  • Região Lombar;
  • Interno de Coxas;
  • Interno de Joelhos;
  • Culotes;
  • Bananinha (Região Inferior aos Glúteos);
  • Abdômen (Supra e Infra Umbilical);
  • Região Púbica.

Para cada região existe uma forma mais correta de se fazer a colocação do aplicador.

É necessário que o profissional que realize o atendimento tenha pleno conhecimento sobre a técnica, o equipamento e também como utilizar da melhor forma em cada caso, assim como também é imprescindível saber todos os cuidados que devem ser tomados na pré, durante e pós aplicação.

Conclusão

A criolipólise de contraste é um método extremamente eficaz, antigamente o equipamento só promovia o esfriamento, mas com os avanços tecnológicos, é possível fazer o contraste do fogo com o gelo.

Esse método é baseado nas ideias do Efeito Peltier, que consiste em: o arrefecimento de uma junção e o aquecimento de outra, quando a corrente elétrica é mantida em um circuito de material consistido em dois condutores diferentes.

O método é muito bem indicado, mas é sempre importante verificar todas as suas contraindicações e efeitos colaterais.

Mas não basta apenas fazer o tratamento, é necessário cuidar de sua alimentação, manter a vida saudável e praticar atividades físicas regularmente.

Written by Liziane Nogueira

Liziane Nogueira

Sou fisioterapeuta, formada em 2006 pela PUCRS. Fiz minha pós graduação em Dermato Funcional também pela PUCRS, no ano de 2014. Atualmente trabalho no meu estúdio de pilates, reabilitação convencional e reabilitação funcional e sou responsável técnica na loja HS Med, a qual vende equipamentos médicos, de fisioterapia e de estética para todo o Brasil. Dou suporte, treinamentos e cursos para os clientes.

1 posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *